Vai viajar para o Peru? Veja quais documentos são necessarios

Depois da construção da Rodovia Transoceânica, que liga o Brasil ao Pacífico e passa pelo Acre e Peru, cresceu o interesse dos motociclistas brasileiros pelo exótico país vizinho, berço de uma das mais interessantes culturas da humanidade, os incas, que também possui algumas das mais fantásticas paisagens do mundo. Mas quando procuramos informações sobre os documentos que precisaremos levar para fazer nossa viagem de moto até o Peru, surgem algumas informações contraditórias que acabam confundindo os viajantes. Para tentar esclarecer essas dúvidas, relacionamos abaixo os documentos que você deverá providenciar para entrar naquele país com sua moto com o máximo de tranquilidade e reduzindo o risco de ter problemas com as autoridades daquele país.

 

q3

Documentos do motociclista

Visto de entrada – Para entrar no Peru, o motociclista brasileiro não precisa de visto. Basta apresentar o passaporte ou a cédula de identidade emitida pela secretaria de segurança pública de cada estado.

Documento de identidade – Emitido pela Secretaria de Segurança Púbica de cada estado, deve ter menos cinco anos de emissão, mas aconselho levar passaporte. Se estiver somente com a identidade no momento de atravessar a fronteira terá que preencher um formulário que não é exigido para quem mostra o passaporte, o que reduz a burocracia e agiliza os trâmites na imigração.

Importante: Não são aceitos quaisquer outros documentos, mesmo aqueles que tenham aceitação como documento de identidade no Brasil, como carteira de motorista, carteira de identidade de associações profissionais – CRA, CREA, OAB, etc., de ministérios, inclusive militares, ou emitidos pelos poderes Executivo, Legislativo ou Judiciário da União e dos Estados.

 

CNH – Carteira Nacional de Habilitação – O Brasil é signatário da Convenção de Viena para Tráfego Rodoviário, através da qual a nossa CNH tem validade no Peru, que também é signatário dessa convenção.

PID – Permissão Internacional para Dirigir – Este documento é adquirido nos departamentos de trânsito dos estados – Detrans e em alguns deles é possível fazer o pedido pelo site, sendo entregue no seu endereço através dos Correios. Não esqueça de levar a CNH, mesmo portando a PID, pois ela não é válida no território Brasileiro.

 

A PID não é obrigatória para os brasileiros em viagem pelo Peru, mas por precaução eu tirei esse documento e sempre levo em minhas viagens para evitar problemas. Só me foi exigida uma vez, na Espanha, creio que por desconhecimento do agente que me abordou.

CIVP – Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – Para entrar no Peru é obrigatório apresentar o CIVP que comprove que o viajante recebeu e está em dia com a vacina contra a febre amarela.

Para tirar o CIVP, compareça a um dos centros de atendimento. Leve o certificado de vacinação que recebeu no posto de saúde e sua carteira de identidade, que terá o número anotado no CIVP. Não leve o passaporte ao centro de atendimento, uma vez que esse documento tem validade de apenas cinco anos, o que pode te obrigar a tirar outra CIVP quando seu passaporte vencer.

Vacinas recomendadas – A embaixada peruana recomenda que, além da febre amarela, os brasileiros que forem àquele país estejam imunizados contra Catapora, Hepatite A e Hepatite B.

Seguro Pessoal de Viagem – Além do seguro de vida, oferece uma série de outros benefícios tais como: reembolso de despesas com remédios, hospitais, médicos, translado, etc… É uma segurança de atendimento em caso de necessidade, não só para o viajante, como também para companheiros de viagem e familiares.

Documentos da moto

CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos – É o documento de porte obrigatório dos veículos no Brasil.

Se a moto estiver alienada ou em nome de pessoa jurídica, é obrigatório levar uma autorização no nome do condutor, emitida pela financeira ou proprietário, com data de início e término da viagem e para quais países ela tem validade. A autorização precisa ser autenticada em cartório e legalizada em um dos escritórios do Ministério das Relações Exteriores. O passo seguinte será legalizar o documento na embaixada ou consulado do Peru.

Se a moto estiver financiada, só com a observação no CRLV, não é necessária a autorização, uma vez que ele está em seu nome. Se ela estiver em nome de um cônjuge ou familiar até 2º grau, basta levar os documentos comprovando o vínculo familiar. Elaboramos um modelo de autorização que pode ser usado em outras situações.

Autorização Temporária de Entrada – É solicitada no posto de controle fronteiriço. É chamado de Carnê ATA ou Admissão Temporária e tem prazo máximo de 90 dias. Para obter a admissão temporária, são necessários os seguintes documentos:

  • Passaporte ou documento de identidade
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo em seu nome

Todo veículo que circule em território peruano deve contar com uma apólice vigente do SOAT, que pode ser adquirido nas principais cidades e em postos de controle fronteiriço do Peru.

Algumas corretoras peruanas procuram vender esse seguro para turistas brasileiros com prazo de vigência de um ano, mas você pode contratar pelo prazo mínimo de um mês. Basta indicar seu desejo no momento da contratação.

Mais informações sobre o SOAT: www.soat.com.pe

Lei do SOAT

Endereços de corretoras onde o SOAT pode ser contratado: www.lapositiva.com.pe

Se a sua viagem abranger o Chile, além do SOAT, você terá que contratar o seguro SOAPEX. Veja aqui mais informações sobre este seguro.

Para uma viagem pelos países do Mercosul (Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela), você deve contratar o Seguro Carta Verde.

Um comentário em “Vai viajar para o Peru? Veja quais documentos são necessarios

  • 9 de janeiro de 2017 em 04:10
    Permalink

    boa noite!

    Porfavor, pretendo fazer a rota, Acre-Peru-Chile-Argentina-Brasil e quando o assunto é seguro de quais serão obrigatorios. Agradeço por responder

    Resposta

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: