A icônica R1 começa nova era em 2015 com os modelos YZF-R1 e YZF-R1M…

Quando a Yamaha YZF-R1 estreou no mercado,  em 1998, foi chamada de “divisor de águas”. O termo “R1″ entrou no léxico da motocicleta e se tornou sinônimo de auge no desempenho das motos super esportivas.

Para 2015, a Yamaha apresenta dois novos modelos da linha YZF, que promete grande impacto para as  esportivas de rua e em circuitos, são elas: A R1 e a edição limitada R1M; ambas motos altamente avançadas, distintas, alta tecnologia e acompanhadas de uma mudança de paradigma.

YZF-R1 2015: a expressão suprema da “SUPERBIKE”

A nova R1 2015 foi concebida, projetada e construída para mostrar a evolução na engenharia, desempenho e engenhosidade  da Yamaha, e os recursos avançados da moto estão destinados a torná-la não só um sucesso nas pistas, como também de grande desempenho  nas ruas.

Uma nova dimensão em controlabilidade e desempenho

Apresentando o primeiro sistema de seis eixos, chamado de  Inertial Measurement Unit  (IMU) já caracterizado para o uso nas motos de rua, a R1 representa o alvorecer de uma nova era digital, onde todos os pilotos podem experimentar a controlabilidade total em 3D.


Totalmente equipada com controle de tração, bem como controle de derrapagens (Slide Control), Controle Anti- Empinadas (Anti-Wheelie), câmbio rápido (Quickshifter), Controle de Largada (Launch Control), freios  ABS,  Sistema de Frenagem Unificado(Unified Braking System) e muito mais, a nova R1 dá aos pilotos de rua, participantes de Racing Days, e pilotos completos um nível incomparável e sem precedentes de desempenho adaptável ao piloto . Pela primeira vez todos os pilotos têm a oportunidade de experimentar a tecnologia da MotoGP na YZR-M1, o que  anteriormente estava disponível apenas para os pilotos oficiais da Yamaha oficial de fábrica,  Valentino Rossi e Jorge Lorenzo.

Um motor projetado para abastecer totalmente a sua paixão pela superbike
A R1 2015 apresenta seu novo motor crossplane, quatro cilindros em linha e 998cc que proporciona alta potência,  com torque forte e linear para um desempenho excepcional.

A R1 tem injetores individuais de abastecimento para cada cilindro. Um jato bi-direcional nos injetores de combustível em direção à parte de trás das válvulas de admissão  maximiza o número de gotas que vão diretamente para a câmara de combustão e, em altas rotações, os injetores secundários adicionam um impulso no fornecimento de combustível.

Entre as muitas características inovadoras e revolucionárias sobre o novo motor da R1, agora com bielas de titânio, assim inovando a indústria das motos de produção. A liga de titânio usada para fabricar as novas bielas é cerca de 60% mais leve que o aço, e esta importante redução no peso dá ao novo motor R1 um caráter extremamente ágil e potente em altas rotações.

E falando de titânio, a R1 2015 está equipada com novo escapamento fabricado principalmente a partir do titânio. Além disso ele  ficou compacto, silencioso e contribui para a centralização de massas que é uma característica fundamental na R1.

Um chassi e carroceria focados em ganhar

O quadro Deltabox de alumínio totalmente novo foi projetado e desenvolvido para a R1  2015. O motor é incorporado como um membro totalmente independente e  montado rigidamente à estrutura em quatro pontos. Além disso, o braço oscilante (balança) de alumínio de treliça do tipo ascendente cria uma estrutura muito forte e leve.

A distância entre eixos foi encurtada  e outras melhorias foram feitas  no chassi com recursos que reduziram o peso, como um subchassi de magnésio,  mais uma estreia em uma motocicleta de produção,  e rodas de magnésio. Além disso, um tanque de combustível de alumínio pesa 2, 27 quilos menos  do que se fosse feito de aço.

A carenagem inspira-se no protótipo  M1, e  a nova R1 está equipada com faróis de LED e luzes de direção (setas direcionais ), que não só oferecem economia de peso, mas também alta luminosidade e estilo. Dois faróis de LED pequeno diâmetro estão posicionados de cada lado da entrada de ar central e, devido ao seu design compacto, parecem  estar praticamente escondidos na nova carenagem.

Além disso, luzes de direção  em LED lineares  localizadas dentro da carenagem da frente geram  uma expressão frontal verdadeiramente única. E, para o estilo adicionado, quando a ignição é desligada, as luzes de direção de LED perdem gradualmente sua luminosidade até se apagarem  por completo.

A nova YZF-R1 2015 estará disponível em três opções de cores distintas –  Yamaha Team  Azul / prata fosco e vermelho / branco pérola e seu valor de venda será 16.490 dólares americanos (R$ 42.971, preço EUA), que estarão disponíveis em concessionárias no final de fevereiro 2015.

Segunda parte

Desde o início, a Yamaha sempre fielmente aderiu ao mantra, ” We Race. You Win” (Nota MM: Nós corremos, você vence, usada também pela Pro Circuit e KTM em tempos idos). E a YZF-R1M é sem dúvida a representação mais verdadeira e direta dessa crença. Por mais que a R1 2015 brilhe em desempenho e  estilo próprio,a R1M realmente coloca  as coisas ainda um ponto acima, oferecendo  uma  superbike de produção que está o mais perto possível do que você pode chegar de  uma M1 de MotoGP de rua (street-legal), de forma eficaz, aproximando a linha divisória entre as duas.

A R1M apresenta uma gama adicional de componentes altamente sofisticados, incluindo uma suspensão eletrônica de corridas (ERS) da Ohlins, carroceria de fibra de carbono (carenagem superior, carenagens laterais e paralama dianteiro),  uma unidade de controle de Comunicação (CCU) com GPS, o que permite o piloto capturar dados enquanto pilota  (incluindo rastreamento de GPS) que, em seguida, são  transferido via Wi-Fi para os aplicativos  Yamaha para smartphones Y-TRAC e tablets. Uma vez que os dados são transferidos, o piloto pode analisa-los sobrepostos com o mapa da pista, fazer alterações de configuração e carregar essas alterações de volta para a R1M.

Os pneus especialmente desenvolvidos para a R1M são o resultado de uma colaboração conjunta entre a Yamaha e a Bridgestone. O pneu traseiro 200/55 ZR17-e o pneu dianteiro 120/70 ZR17  utilizam um composto especial formulado para otimizar as características  de  desempenho da R1 e permitem que o piloto experimente níveis extraordinários de tração com ângulos de inclinação extremos.

As características adicionais incluem um tanque de combustível revestido de alumínio, um braço oscilante (balança)  em alumínio polido, sistema de frenagem dianteiro com pinças radiais douradas,  com acabamentos e  tubos internos dourados sobre os 43 milímetros da frente invertida Ohlins e um emblema especial R1M na caixa do filtro de ar.

Depois de pilotar esta superbike ao extremo, o  quatro vezes campeão do AMA PRO Superbike, Josh Hayes disse: “Se você já andou em uma R1 ou qualquer 1000cc eu diria que há uma grande chance de você ter um desejo secreto de subir em uma superbike completa, pronta para competir. . Bem, com a R1M, agora você pode. A  R1M está  tão perto de uma moto de competição  como eu já vi em uma moto de produção. Ela está longe da concorrência e difícil até mesmo fazer comparações. É realmente única e  própria, e eu mal posso esperar para correr com ela no próximo ano na nova série Motoamérica”.

A Yamaha  R1M é destinada a pilotos profissionais e pilotos altamente experientes que exigem o máximo em desempenho de pista, e terá menos de 500 modelos, de edição  limitada, que estará disponível no início nos EUA no final de fevereiro de 2015. Acompanhada primeiramente de uma inédita pintura em fibra de carbono e  esquema de cores de metal líquido, a R1M vai ter um preço de varejo sugerido de 21.990 dólares americanos R$ 57.230 nos EUA).

Vídeo de lançamento com Valentino Rossi e Jorge Lorenzo:

Fonte: Superbike Planet

 

 

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: