Antigo piloto do MotoGP foi baleado enquanto andava de bicicleta. Valeu-lhe o capacete

O canadiano Miguel Duhamel fazia um treino de bicicleta quando um automobilista passou por si e disparou com uma arma de ar comprimido. O projétil seria bloqueado pelo capacete que usava, mas o ex-piloto ainda sofreu ferimentos

Às vezes um capacete pode amparar muito mais do que uma queda. Que o diga o antigo piloto Miguel Duhamel, um dos mais bem-sucedidos motociclistas do Canadá, que escapou à morte depois de um ataque a tiro quando fazia um treino de bicicleta nos arredores de Las Vegas, nos Estados Unidos, no início desta semana. O capacete acabou por bloquear parte do projétil, com Duhamel a ficar apenas com ferimentos ligeiros.

As motivações do ataque, que foi feito com uma arma de ar comprimido, ainda estão por explicar. Ao canal Fox, Duhamel, que foi piloto do MotoGP em 1992 – voltaria ao Mundial para apenas uma corrida em 2007 – explicou que o autor do disparo estava num carro que circulava atrás de si.

“Aproximou-se de mim e ouvi o disparo. A minha cabeça começou imediatamente a doer, senti o disparo na minha cabeça. Por momentos pensei que pudesse não ser nada, mas depois comecei a ver o sangue”, disse.

Duhamel foi socorrido com prontidão e acabou por não sofrer ferimentos graves graças ao capacete.

O canadiano, de 52 anos, é uma das referências do motociclismo norte-americano. Apesar de não ter conseguido grandes êxitos no Mundial de MotoGP, foi vencedor do campeonato americano de Superbikes, em 1995. Tem ainda no currículo cinco títulos no campeonato americano de Supersport.

%d blogueiros gostam disto: