A aposta brasileira da Royal Enfield Mercado S/A

Fundada em 1901, dois antes anos da lendária Harley-Davidson, a anglo-indiana Royal Enfield é a mais antiga marca de motocicletas em atividade no mundo. Entre suas façanhas, a empresa forneceu veículos para o Império Russo e, durante a Segunda Guerra, vendeu centenas de milhares de unidades para as Forças Armadas britânicas. Agora, a Royal aposta na recuperação da economia brasileira.

Depois de inaugurar, em 2017, a sua primeira loja na capital paulista, pretende expandir os negócios para outros estados, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. A empresa escolheu o mercado brasileiro para receber sua segunda subsidiária internacional. Embora esteja em 50 países, tem operações próprias apenas na Índia e nos Estados Unidos. “O Brasil é um país resistente a crises, assim como a Índia, e tem uma sociedade jovem, que aprecia motocicletas”, diz Rudratej Singh, presidente mundial da Royal Enfield. No ano passado, a fabricante vendeu quase 700 mil motos. Em 2018, estima alcançar a marca de 900 mil unidades.

 

%d blogueiros gostam disto: