Autódromo de Curitiba é vendido e será desativado até junho de 2016

O proprietário do Autódromo Internacional de Curitiba, localizado na cidade de Pinhais, na região metropolitana, Jauvenal de Oms, confirmou a venda da área para um empreendimento imobiliário que deve unir área residencial e comercial. De acordo com uma nota publicada no site oficial do autódromo assinada pelo proprietário, o empreendimento será realizado por duas empresas.

A nota ainda diz que o autódromo deve funcionar até o mês de junho deste ano. A intenção é manter o circuito, mas apenas para eventos especiais. Ele ainda deve receber a primeira etapa da Stock Car prevista para o dia 6 de março. Os organizadores do Moto 1000 GP também já divulgaram o seu calendário e a abertura do Brasileiro de Motovelocidade dever ser realizada no dia 1º de Maio.

A negociação para a venda já acontecia desde 2015 e, em entrevista para o GloboEsporte.com, Jauvenal de Oms havia dito que a área de 560 mil metros quadrados era muito visada por empresas do setor imobiliário em razão do tamanho e da localização. Ele também havia afirmado que a venda não acontece por problemas financeiros do autódromo, mas em razão da oferta feita pelas empresas. Ele não revelou o valor.

Inaugurado em 1967, o autódromo é considerado o segundo principal local de corridas da Stock Car no Brasil, atrás apenas de Interlagos, em São Paulo. No ano passado, o circuito recebeu três provas da categoria. Ele também recebia as provas da Fórmula 3, Moto 1000GP, Fórmula Truck, Copa Turismo GNV, Campeonato Paranaense de Arrancada, Troféu Maserati, entre outros.

b1

b2

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: