Benelli fecha as portas no Brasil

A fabricante de motos Benelli não é mais uma marca presente no Brasil. A empresa, que era representada pela Bramont, parou a produção em Manaus (AM) e cancelou os planos de operação no País.

Em um comunicado, a marca apresenta como motivo para o fim da Benelli do Brasil “ o completo panorama adverso do mercado automobilístico brasileiro, agravado pela depreciação do real”.

A Benelli anunciou o retorno ao mercado nacional no Salão Duas Rodas 2013 com a confirmação da venda e produção de quatro modelos, a TNT 800, a Trek 800, Trek 1000 e Trek 1100 Amazonas . Além disso, na época a marca apresentou as nakeds BN600 e a TRT 1130 e a big trail B600 que não chegaram a ser comercializadas.

Além disso, a Keeway, outra marca do grupo Qianjang (que é o proprietário da Benelli) apresentada no salão, nunca chegou às ruas. Com vários modelos de baixa cilindrada deve continuar assim, já que o segmento de motos pequenas é o que mais sofre com a crise do setor.

Nesse período, que contempla desde a apresentação da marca até o fim de 2014, a Benelli do Brasil comercializou apenas 121 motocicletas, sendo 15 delas ainda em 2013, o que se pressupõe que fossem motos de uso da própria empresa, já que começaram a vender apenas em março de 2014, quando foram registrados 106 emplacamentos até dezembro, de acordo com dados da Abraciclo, associação que reúne os fabricantes nacionais de motocicletas.  Para tentar uma reação, a marca chegou a reduzir a tabela de todas as motos, em alguns casos a diferença chegou a R$ 5.000.

História. A Benelli já esteve antes no Brasil, por meio de importação, em 2009. A empresa italiana era uma das dezenas de marcas representadas pelo Grupo Izzo no País e teve o mesmo destino que as outras, ganhando má fama por problemas que os clientes enfrentavam com a importadora.

Fonte: http://blogs.estadao.com.br

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: