Centenas de motociclistas surpreendem menino autista no seu aniversário

Thomas William Edward Karna, que fez 10 anos no dia 15 de Julho, quis fazer uma festa de aniversário para comemorar o aniversário. A sua mãe, Miranda Karna, resolveu convidar cerca de 70 pessoas para a celebração. Apenas 5 responderam ao convite.

Perante este cenário, Stephenie Lovejoy, a melhor amiga de Karna, recorreu às redes sociais e escreveu uma mensagem numa página de Facebook que criou propositadamente para os festejos: “Estou a criar este evento porque a minha amiga Miranda convidou 70 pessoas para o aniversário do seu filho Thomas e apenas uma pessoa aceitou.”

Lovejoy, de 28 anos, estendeu o convite a mais pessoas. “Ele [Thomas] tem autismo”, explicou. “Estou a fazer este post para convidar todos os motociclistas da área para vir à festa e conhecer o Thomas, para lhe mostrar que ele não é diferente e que é tão amado como as outras pessoas.” Lovejoy, que faz voluntariado para o Centro de Força Conjunta contra a Heroína de Washington, escreveu ainda que “[Thomas] acabou de completar 10 anos. Ele adora motas e ler os seus manuais escolares. Por isso, por favor tragam as vossas motas e mostrem-lhe o vosso apoio”.

 

Mais de 300 motociclistas acederam ao pedido e levaram as suas motas e filhos para a festa de aniversário de Thomas.

Lovejoy não estava a espera que tantas pessoas aparecessem – pensou que 20 pessoas no máximo aceitariam o convite. “Nunca esperei que isto tivesse tanta adesão (…) isto é uma gigantesca demonstração de amor e apoio por parte dos motociclistas”, sublinhou.

Além de Thomas ter recebido perto de 300 convidados na sua festa, os motociclistas doaram 939,900 euros (1,100 dólares) para o trabalho de caridade de Lovejoy de acordo com a própria.

Os motociclistas trouxeram ainda diversos presentes para Thomas. “Ele recebeu um casaco de biker… e os motociclistas trouxeram emblemas e tornaram-no num membro honorário do grupo”, contou Lovejoy.

Segundo Miranda Karna, o seu filho foi diagnosticado com autismo quando tinha 4 anos. Em declarações à ABC, Karna mostrou-se comovida com a acção dos motociclistas: “As palavras não chegam para exprimir o quanto isto significa para mim e para o pai de Thomas. Tem sido difícil para ele tendo em conta que a doença afecta-o social e emocionalmente”, referiu. “É encorajador ver uma comunidade a unir-se e mostrar-lhe que o que lhe tentamos ensinar todos os dias”.

Thomas também comentou o sucedido e confessou que o fez sentir-se “especial”. “Faz-me sentir como se fosse a pessoa mais especial do mundo”, disse.

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: