Daniil Ivanov, bicampeão mundial de Ice Speedway desafiou o lago Baikal

Andar de moto é quase sempre uma experiência transcendental, mas neste caso revelou-se ainda mais intensa e espiritual do que é normal! Veja estas imagens.

Desde há muito tempo que o bicampeão mundial de Ice Speedway, o russo Daniil Ivanov, sonhava em andar com a sua moto sobre as águas congeladas do mais profundo e antigo do mundo, o Lago Baikal, localizado na Sibéria, no norte da Rússia, região inóspita onde o Verão dura apenas cerca de um mês, e por vezes até menos do que isso.

Este ano, no final do passado mês de Março, mesmo na última semana do inverno e enquanto que o escasso calor da primavera não começava a descongelar as águas do lago que tem 1,7 km de profundidade e uma idade estimada de 25 milhões de anos, sendo uma das mais importantes reservas de água doce da humanidade, Daniil Ivanov e a sua equipa enfrentaram as agruras da meteorologia.

Com um clima que mudava repentinamente, alternando tempestades de neve de manhã, com um sol e calor de rachar ao meio-dia e uma névoa gelada ao final da tarde, o piloto e sua equipe conseguiram as espectaculares imagens que aqui lhe mostramos.

Não foi um tarefa fácil, pois além de os técnicos e o piloto enfrentarem ainda dificuldades causadas pelo excesso de trepidação originado pelos muitos quilómetros rolados com os pneus de pregos, também o piso muito instável obrigou a cuidados redobrados. As filmagens também implicavam risco, pois os grandes planos eram obtidos com as câmaras perigosamente perto das rodas cheias de espigões aguçados.

Para superar as maiores dificuldades e para manter a experiência num nível verdadeiramente transcendental, foram requisitados os serviços de um afamado xamã buriate, Valentin Hagdayev, que promoveu protecção extra ao efectuar um ancestral ritual local.

No final, Daniil Ivanov comentava:

Esta é a realização de um sonho: poder ser o primeiro andar aqui com minha moto de competição, neste espaço grande e deserto, cheio de misticismo, e poder ir em qualquer direção. Não foi nada fácil pois vestia o meu fato de competição de manhã e só o despia à noite, cerca de 12 horas por dia, e gastei 70 litros de metanol em apenas cinco dias! Essa quantidade de combustível era suficiente para uma temporada inteira de Ice Speedway!

Veja aqui o vídeo:

 

 

 

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: