Ducati apresenta Jorge Lorenzo e novas motos para a temporada 2017

Depois da Yamaha lançar suas motos para 2017, foi a vez da tão esperada Ducati apresentar seus modelos para a temporada. Além das máquinas, foi também a apresentação do novo piloto da equipe, o espanhol tricampeão da Moto GP, Jorge Lorenzo.

Sobre muita fumaça e a presença do corpo de diretores, Lorenzo se juntou a Andrea Dovizioso – que vai para sua quinta temporada com a Ducati – e falou sobre suas expectativas para a temporada com o uniforme vermelho.

“Tenho que dizer que estou mais nervoso agora do que nas corridas. Não esperava todo esse carinho dos fãs, da equipe e dos funcionários. Algumas pessoas falaram ‘bem-vindo a família’ e é assim que acho que você se sente neste time”, afirmou o piloto em sua apresentação.

Depois de dois títulos nas 250 cilindradas, Lorenzo chegou à categoria principal em 2008. Desde então, o espanhol só havia corrido pela Yamaha. “Estive com a mesma moto e equipe por tantos anos. Foi uma grande e positiva mudança. É tão fácil de controlar. Nas curvas e nas retas. É uma surpresa incrível”, acrescentou.

“Quando você tem sorte o bastante para ser Campeão Mundial, a única coisa que você pode fazer é repetir isso. Se formos fortes no geral, acho que conseguiremos chegar no pódio”, completou Lorenzo. Desde que chegou à Moto GP, o espanhol não saiu do topo.

Após um quarto lugar em seu ano de estreia (2008), Lorenzo foi campeão em 2010, 2012 e 2015, vice em 2009, 2011 e 2013 e terceiro colocado em 2014 e 2016. Já Dovizioso teve seu melhor desempenho em 2011, quando ficou na terceira posição com a Honda.

“No último ano, o fim da temporada terminou bem. Muita energia e paixão e conseguimos vencer em Sepang. Isso é muito encorajador para começar essa temporada do jeito certo”, analisou Andreas, em seu décimo ano na Moto GP.

Assim como Lorenzo, Dovizioso aprovou o novo modelo da Ducati, testado pela primeira em Valencia. “Terão alguns ajustes em Sepang e veremos o quão competitivo estamos. Estou muito feliz de dividir equipe e trabalhar junto com o Jorge”, completou o piloto.

Agora com Lorenzo e Dovizioso, a equipe italiana tentará novamente quebrar a hegemonia das Yamaha e Honda. Em 2007, com Casey Stoner, a Ducati chegou ao título mundial e desde então, apenas as concorrentes japoneses chegaram ao topo.