Empresário morre durante Track day com motos em Londrina

Um empresário morreu após sofrer um acidente durante campeonato de motociclismo realizado no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, na tarde de sábado (19). Fernando Christian Budny, de 37 anos, dono de uma loja especializada em motos de alta cilindradas no centro da cidade, participava da Copa Lupinetti de Motovelocidade, que havia começado na sexta (18), com término no domingo (20). Foi a segunda morte no autódromo em menos de dez dias.

O campeonato deste fim de semana, organizado pela empresa Patrícia Lupinetti Eventos, de São Paulo, cobra uma taxa dos participantes, que disputam entre si a competição de motocicletas e têm direito a “pista livre” em um dos dias. Londrina recebeu a segunda edição da competição. No sábado, aconteceram os treinos classificatórios para a formação do grid das provas, que está ocorrente neste domingo mesmo com o óbito. Budny, que já foi competidor profissional de competições de velocidade, perdeu o controle na primeira curva depois da reta de largada. Ele sofreu traumatismo craniano e morreu no hospital por volta das 19 horas.

A dona da empresa organizadora do evento, Patrícia Lupinetti afirmou que o piloto usava todos os equipamentos de segurança exigidos, como cinta jugular e capacete. “Não autorizamos ninguém a correr se não estiver com os equipamentos. A pista não apresentava nenhum problema no momento do acidente. Seguimos todas as exigências da FEL (Fundação de Esportes de Londrina), como ambulância, médico de trauma. Todos os pilotos têm seguro de vida e recolhemos os impostos de forma correta dos prestadores de serviço. Prestamos todos os socorros”, defendeu. “Foi uma fatalidade”, definiu.

O corpo de Fernando Budny será cremado na manhã desta segunda-feira (21), no crematório do Parque das Allamandas. Na semana passada, um piloto de Curitiba também morreu no Autódromo Ayrton Senna durante um campeonato com motos, no mesmo modelo no qual morreu o empresário londrinense. A reportagem ainda não conseguiu contato com o presidente da FEL, Fernando Madureira. O órgão é o responsável pelo autódromo.

Pedro Marconi
Reportagem Local
%d blogueiros gostam disto: