GP CAMPO GRANDE MARCA PRIMEIRA POLE DE DAHMER NA GP LIGHT

4d591f647cf00c8ebe53ff77085fcb9a_L

 

Piloto gaúcho da K Racing abre quase nove décimos de segundo de vantagem e comanda o grid da categoria GP Light

O GP Campo Grande, quarta das oito etapas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, marca a primeira pole position de Marcelo Dahmer no Moto 1000 GP. Cumprindo sua primeira temporada na categoria GP Light, o gaúcho da K Racing dominou neste sábado (25) a fase decisiva da tomada de tempos classificatória e vai comandar o grid da corrida deste domingo – a segunda da história da competição no Autódromo Internacional de Campo Grande.

Dahmer, que pilota uma Honda e é vice-líder do campeonato, obteve no Q2 a vantagem de expressivos 890 milésimos de segundo sobre o adversário mais próximo, o brasiliense Henrique Castro, que vai estabeleceu o segundo melhor tempo, mas vai ocupar o quinto lugar. A perda de três posições no grid é decorrente de uma punição administrativa sofrida por Castro durante os trenos para a etapa do mês passado, disputada em Goiânia.

A primeira fila do grid terá três marcas de motocicletas. O paranaense Rafael Nunes, piloto do Team Suzuki-PRT e líder do campeonato, vai alinhar em segundo, tendo a seu lado, em terceiro, a Kawasaki do sul-mato-grossense Sandro Campos, da Fura 300 Racing. A pole de Dahmer foi confirmada com uma volta em 1min29s263, novo recorde da GP Light para o circuito. A marca anterior pertencia a Castro, pole na etapa de 2013 em 1min29s625.

O GP Campo Grande da GP Light terá largada às 10h50 locais, 11h50 de Brasília. A prova terá 14 voltas, com transmissão ao vivo no canal do YouTube indicado no site moto1000gp.com.br. A etapa será transmitida a partir das 12h locais, 13h de Brasília, pelos canais Bandsports e Esporte Interativo, pela Band Internacional e pelo portal Terra, com a íntegra das categorias GPR 250 e GP 1000 e VTs compactos da GP 600 e da GP Light.

GP CAMPO GRANDE – GRID DA GP LIGHT

Q2

1º) Marcelo Dahmer (RS/Honda), K Racing, 1min29s263

2º) Henrique Castro (DF/Kawasaki), City Service BSB Motor Racing, 1min30s153

3º) Rafael Nunes (PR/Suzuki), Team Suzuki-PRT, 1min30s341

4º) Sandro Campos (MS/Kawasaki), Fura 300 Racing, 1min31s362

5º) Jean Vieira (SC/Kawasaki), MS Racing Team, 1min31s823

6º) Pedro Lins (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, 1min31s974

7º) Ricardo Levy (SP/Ducati), DRT, 1min32s320

8º) Márcio Pereira (SC/BMW), MS Racing Team, 1min32s389

Q1

9º) Luciano Donato (SP/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, 1min32s138

10º) Edson Luiz (SC/Kawasaki), 2MT-PRT, 1min32s418

11º) Erlon Franco (MS/Kawasaki), Target Race Superbike Team, 1min33s641

12º) Marcos Ramalho (PR/Kawasaki), 2MT-PRT, 1min33s800

13º) Von Braun (MS/BMW), Dawnriders Racing Team, 1min35s728

14º) Danilo Berto (SP/Ducati), DRT, 1min37s530

Média do 1º: 141,680 km/h

(Resultado extraoficial do treino classificatório deste sábado, sujeito a mudanças a partir do relatório dos comissários desportivos e do resultado das vistorias técnicas)

CLASSIFICAÇÃO

Já computado o ponto de bonificação pela pole no GP Campo Grande, a classificação da categoria GP Light no Brasileiro de Motovelocidade é esta: 1º) Rafael Nunes, 67 pontos; 2º) Marcelo Dahmer, 48; 3º) Henrique Castro, 41; 4º) Jean Vieira, 36; 5º) Ricardo Negretto, 29; 6º) Ricardo Levy e Diogo Ramos, 27; 8º) Marcos Ramalho, 25; 9º) Edson Luiz, 23; 10º) Luciano Donato, 15; 11º) Erlon Franco, 15; 12º) Pedro Lins, 12.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, que fornece pneus a todas as equipes participantes. O Moto 1000 GP também conta, em sua quinta temporada de história, com apoio de Beta Ferramentas, Puig, MSR Macacões Personalizados, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

 

 

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: