Grupo de mototaxistas apresenta projeto para implantar serviço em Volta Redonda

Piraí, Angra dos Reis e Três Rios possuem o serviço de transporte de passageiro; grupo incentiva a adesão em outras cidades da região

Volta Redonda- Um grupo de mototaxistas de Piraí apresentou um projeto na Câmara Municipal para viabilizar a prestação do serviço de mototáxi -sistema de transporte de passageiro através de motocicleta- em Volta Redonda. Os motociclistas estiveram presentes em uma das últimas sessões no ano passado, o grupo também esteve com um dos secretários do prefeito Samuca Silva.

De acordo com o motociclista Jeferson Vicente, um dos primeiros a atuar com a prestação do serviço em Piraí, o objetivo é levar o projeto até Volta Redonda para incentivar a implantação de mais uma opção de transporte na região e também para ajudar aos motociclistas que estão desempregados.
– Apresentamos o projeto na Casa Legislativa e deixamos uma cópia do documento com um dos secretários do prefeito de Volta Redonda no fim do ano passado. Ainda estamos aguardando um retorno de ambas as partes sobre a implantação do serviço. Outros municípios da região como Barra Mansa, Vassouras, Valença e Itatiaia demostraram interesse no projeto. Queremos ajudar os demais motociclistas da nossa região com melhores condições de trabalho e oportunidade e mostrar as autoridades que é possível acrescentar essa opção de transporte também em outras cidades – disse.

Na região, além de Piraí, Angra dos Reis e Três Rios possuem o serviço de mototáxi. Em Piraí, todos os motociclistas possuem curso para atuar na cidade, sendo uma exigência da prefeitura, todas as motocicletas possuem identificação. A regulamentação do serviço é com mesma exigência dos veículos de táxi como explica Jeferson Vicente.
– Para trabalhar com mototáxi tem que ter o curso e estar com o nome limpo e com a motocicleta no nome de quem vai atuar no serviço de transporte. O motociclista regulamentado paga todas as taxas e seguros, o serviço funciona em Piraí nos mesmos moldes de exigências do táxi. O mototáxi foi implementado em 2014 na cidade, há seis anos, e atualmente representa um dos principais transportes para a população – disse.

Há seis pontos fixos de mototáxi em Piraí: rodoviária municipal, Praça Getúlio Vargas, no Centro, Arrozal, Santanésia e Varjão. Além dos pontos fixos, a população também pode solicitar o mototáxi por telefone e aplicativo de mensagem. De acordo com Jeferson, atualmente existe 28 motocicletas legalizadas em Piraí, o serviço custa em média R$ 5,00.
– A cada três quilômetros são cobrados R$ 3,00, um valor acessível a todos, e além da economia, o passageiro conta a rapidez e agilidade de chegar ao endereço escolhido onde um veículo e ônibus talvez não tenha acesso. O mototáxi diariamente leva moradores de Piraí, incluindo dos distritos, para Volta Redonda e outras cidades vizinhas – comentou.

Piraí conta com uma frota de mais de 10 mil veículos, sendo 1.073 motocicletas. O serviço de moto táxi em Angra dos Reis até o ano passado possuía 32 motocicletas ativas e em Três Rios 234.

%d blogueiros gostam disto: