Honda Biz 125 modelo 2020: a campeã, sempre renovada

A Honda Biz 125 é desde seu lançamento, há mais de duas décadas, a escolha de quem prioriza economia, praticidade e estilo. Para o modelo 2020, rodas de liga leve com novo desenho, além de cores e grafismos inéditos se somam às reconhecidas qualidades do consagrado modelo.

O sucesso da Honda Biz é incontestável e se vê em todo o Brasil. Não há cidade ou vilarejo onde uma das quase 3,5 milhões de Biz, saídas das linhas de montagem da fábrica de Manaus desde o começo de 1998, não tenha chegado.

O poder de transformar e melhorar a vida de seus satisfeitos proprietários é a base do estrondoso sucesso do modelo. Aliás, é em muito graças à qualidade de atender as necessidades do público feminino que a Biz deve este desempenho incomparável, pois nenhum outro veículo de duas rodas soube satisfazer o desejo de praticidade com tanto charme.

O design inteligente e diferenciado colocou a Biz na condição de objeto do desejo, mas as qualidades apresentadas no uso diário revelaram que a Biz 125 tem bem mais do que formas harmoniosas e um nome fácil de decorar. A praticidade, economia, robustez e baixíssimo índice de depreciação do modelo fisgaram apaixonados por motos dos mais diversos perfis.

Projeto exclusivamente pensado para o público brasileiro, a Honda Biz introduziu a “sacada” técnica de aliar a um modelo do segmento CUB – Category Upper Basic -, codinome usado para designar os veículos a motor mais vendidos do planeta (100 milhões de unidades em mais de 60 anos de produção ininterrupta), um compartimento porta-capacete sob o assento. Isto só foi possível pelo uso de uma roda traseira de 14 polegadas associada à roda dianteira tradicional, de 17 polegadas.

Rompendo o paradigma técnico de ter rodas iguais em ambos eixos, o departamento de engenharia da Honda Brasil trabalhou com o propósito de não apenas adicionar espaço para o porta-capacetes, mas de também conseguir preservar a excepcional maneabilidade das CUB, assim como outras apreciadas características, a exemplo a proteção oferecida pelo escudo frontal, o assento amplo e com baixa altura em relação ao solo, e o câmbio de quatro velocidades com embreagem automática.

Siga meu canal no youtube e lembre de ativar todas as notificações

A facilidade de pilotagem decorrente de não ser necessário atuar em uma alavanca de embreagem para trocas de marcha e a ergonomia adaptada a pessoas de diferentes estaturas fez da Biz um verdadeiro coringa, um veículo acessível e adequado para os mais diversos perfis, e para qualquer tipo de utilização.

Equipada com sistema de freios CBS (Combined Brake System), sendo o dianteiro a disco e traseiro à tambor, a segurança da frenagem da Biz 125 é destaque. O dispositivo distribui a força de frenagem em ambas as rodas, reduzindo significativamente os espaços de parada – carca de 20% a menos em frenagens a 60 km/h de acordo com testes realizados pelo Instituto Mauá de Tecnologia.

Motor, robusto e econômico

O moderno motor monocilíndrico arrefecido a ar da Biz 125 é garantia de durabilidade, baixo consumo e custo mínimo de manutenção. O sistema de injeção eletrônica PGM-FI admite o uso simultâneo de etanol e gasolina em quaisquer proporções, praticidade exclusiva da Biz 125. O tanque de 5,1 litros de capacidade favorece uma grande autonomia, eliminando a necessidade de reabastecimentos frequentes.

A potência máxima de 9,2 cv e torque máximo de 1,04 kgf.m do motor OHC de 124,9 cc aliados ao baixo peso a seco do modelo (apenas 100 kg), permitem à Biz 125 uma performance excepcional. Outro aspecto que facilita o uso da Biz é a partida elétrica, assim como a presença da tomada de 12V no compartimento porta-capacete e do painel totalmente digital LCD com tecnologia blackout e indicador luminoso ECO, que indica quando o estilo de pilotagem está contribuindo na economia de combustível

Já disponível em toda rede de concessionários Honda, a Biz 125 tem 3 anos de garantia sem limite de quilometragem, além de sete trocas de óleo gratuitas.

O modelo 2020 será oferecido nas cores Branco Perolizado, Cinza Metálico, Vermelho Perolizado e Prata Metálico, nesta última com destaque ao banco na cor azul, realçando um estilo arrojado.

Atrativo como sempre, o preço público sugerido não sofreu alterações, e o modelo continuará a ser comercializado no valor de
R$ 10.077,00 – com base no Estado de São Paulo, não inclusos despesas de frete e seguro.

Sobre a Honda no Brasil: Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 24 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,9 milhão de veículos. A segunda planta de automóveis da marca, construída na cidade de Itirapina (SP), concentrará, a partir de 2021, toda produção dos modelos locais, enquanto a unidade de Sumaré se consolidará como centro de produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo Honda. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1.300 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de automóveis e dos escritórios das cidades de Sumaré e São Paulo, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. Saiba mais em www.honda.com.br www.facebook.com/HondaBR


%d blogueiros gostam disto: