Honda CRF1000L Africa Twin – versão MY16 confirmada para o final de 2015

Quase um ano depois da apresentação do protótipo na EICMA – Salão de Milão, a nova Honda CRF1000L Africa Twin é finalmente revelada oficialmente em todos os detalhes e vai estar disponível antes do final do ano na rede de concessionários Honda.

Polivalente, ágil e robusta, apta tanto para o dia-a-dia seja no asfalto como no fora de estrada, a Africa Twin nascida em 1984 é um daqueles modelos que fazia falta na gama da marca da asa dourada desde que a sua produção foi descontinuada em 2003.
Agora, todos os entusiastas da marca e deste tipo de moto podem regozijar-se. A Honda acaba de apresentar oficialmente todos os dados sobre a renovada Honda CRF1000L Africa Twin, e de informar que este novo modelo vai estar disponível ainda antes do final do ano.

No mesmo comunicado à imprensa, a Honda explica que o conceito “vá a qualquer lado” que esta moto encerra, começa logo no motor bicilíndrico paralelo com uma capacidade de 998cc. e que debita 93,9 cv, apto para um bom desempenho tanto no fora de estrada como em grandes tiradas sobre o asfalto. Esta unidade motriz foi desenvolvida com base na larga experiência da marca no domínio do fora de estrada, com modelos como a CRF250 e CRF450 de competição, e utiliza as mesmas cabeças de cilindro Unicam de quatro válvulas.

A alimentação recorre a uma árvore de cames em liga leve fundida, semelhante às utilizadas na CBR1000RR, e a ignição utiliza duas velas por ciclindro. A cambota tem um desfazamento de 270º e é contrabalançada por veios biaxiais para reduzir as vibrações. A reduzida altura do motor proporciona uma grande altura livre ao solo (250mm), importante para passar obstáculos, e reforça o efeito compacto do conjunto. A bomba de água está alojada no compartimento da embraiagem e é accionada por um dos veios biaxiais, tal como a bomba de óleo, que está alojada no cárter de desenho também compacto.

O quadro está preparado para garantir um elevado desempenho dinâmico, seja em estrada ou fora dela, mesmo com grandes cargas, e a centralização de massas promove a facilidade de utilização. A suspensão está a cargo de material Showa, com a forquilha invertida completamente ajustável a proporcionar um grande curso. O amortecedor traseiro oferece regulação de pré carga da mola.

A travagem é assegurada por material Nissin, com destaque para os dois discos recortados de 310mm de diâmetro e pinças de quatro pistões instalados na roda dianteira. Rodas 21 polegadas na frente e 18 polegadas na traseira dotadas de jantes de raios e pneus com câmara de ar nas medidas 90/90 – R21 e 150/70 – R18 respectivamente, tornam esta nova Africa Twin apta para enfrentar os piores caminhos.

3fr1x1dfnpxzc5lmdviipof5n22 4uasz0axuaoyplkanu3saf35zq2 alnapaekxs4ibrkdpobnky3xb22 fgschrzd45ob4djb1mvnbtux5m2 gvr1kjwyxngk4wrcr5yqtvmloy2 jueiqnb55zuvsrajm0dqixb5yu2 rx5xyvern5mt5ahimqcka1eaxy2 uz0pjxutrv3kyceblqvw5ktgxe2 vbebv5sacbfzpyu211uz1eai4a2 ygzu3cwajowutrt3wnzzglcol22

 

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: