Honda deverá lançar versão mais potente da aventureira Africa Twin

As rivais estão cada vez mais velozes, e a fabricante japonesa não quer ficar de fora

Segundo a revista americana especializada em motocicletas Cycle World , a Honda está desenvolvendo uma nova versão da lendária Africa Twin , com motor de injeção direta e supercharger. A novidade foi arquivada no registro de patentes da marca no Japão.

O sistema supercharger , que utiliza um compressor de ar usado para forçar a entrada de ar nos cilindros, foi montado para encaixar perfeitamente no chassi da Africa Twin. O projeto deverá resultar em uma motocicleta aventureira com mais de 100 cv de potência. 

Apesar do sucesso da Africa Twin ao longo dos anos, o modelo é menos potente do que as principais rivais, como a BMW R 1250 GS e a Ducati Multistrada 1260 , que podem entregar 134 e 158 cv, respectivamente. Aguardada para 2021, a nova Multistrada V4 irá “subir o sarrafo” na categoria mais uma vez, desenvolvendo algo em torno de 170 cv de potência.

O registro de patente não indica necessariamente que a motocicleta será produzida, mas mostra que a Honda está focada em deixar a Africa Twin à altura das rivais. Segundo a Cycle World, a marca japonesa já deve ter um protótipo rodando em testes.

Não é a primeira vez que a Honda trabalha com motor com injeção direta de combustível combinada com  sobrealimentação. Pelos desnhos das patentes registradas pela marca japonesa é possível identificar eixos que acionam uma bomba de alta pressão para injetar combustível nas válvulas de admissão de cada cilindro em um ângulo que favorece ao máximo a otimização.

Mas ainda há dúvidas sobre o lançamento. Como todas as rivais estão se modernizando e ficando ainda mais potentes, a nova Africa Twin com sistema supercharged poderá chegar às lojas em breve. Afinal, a Honda não quer ficar de fora da nova categoria. 

[youtube-feed]