Honda lança novas motos CB 650R naked e CBR 650R esportiva

Novas motos japonesas já estão disponíveis nas concessionárias com duas propostas diferentes de uso e pilotagem. 

A Honda lançou esta semana duas novas motos no Brasil. Os dois lançamentos haviam sido apresentados no Salão das Duas Rodas de 2019 e já estão à vendas nos mais de 1.100 pontos de venda da Honda em todo o país. Os nomes podem confundir, mas elas têm propostas de uso e pilotagem diferentes: CB 650R e CBR 650R. Elas trazem uma proposta diferente das motos “F”.

A nova CB 650R é uma naked inspirada na CB 1000R. A letra R designa a inspiração esportiva da moto. Ela traz um conceito minimalista e custa R$ 39.416, disponível nas cores azul perolizado, vermelho e prata metálico. Com peso reduzido em cerca de 4 kg, a nova naked traz uma sofisticada suspensão dianteira tipo invertido.

Já a CBR 650R é mais esportiva e tem clara identidade com a superesportiva de referência da Honda, a Fireblade. Apesar disso, o conceito da moto é o “Total Control”, ou seja, tem um comportamento dinâmico acessível para motociclista de diferentes níveis. Segundo a Honda, é uma boa moto para novatos que desejam evoluir na pilotagem. Disponível nas cores vermelho e cinza metálico, a CBR 650R tem custa R$ 41.080.

As duas motos são da linha 2020 e têm garantia de três anos, sem limite de quilometragem, além de contar com assistência 24 horas durante o período que durar a garantia. Os preços têm como base o Estado de São Paulo e não incluem despesas como frete e seguro.

O motor que equipa a CB 650R e CBR 650R passou por atualização para melhorar o desempenho em médias rotações.Trata-se de um 4 cilindros DOHC 16V com 649 cm3 de cilindrada. Ele entrega 88 cv de potência 11.500 rpm e 60 Nm de torque a 8.000 rpm. Em ambas, a caixa do filtro de ar foi modificada em relação às motos “F”. Os tubos dos coletores de escape passaram de 35 para 38,1 mm de diâmetro. 

A embreagem agora é do tipo deslizante, para evitar repentinas perdas de aderência da roda traseira no caso de reduções de marcha extremas. Segundo a Honda, o esforço necessário para o acionamento da alavanca de embreagem foi reduzido em 12%. As duas motos contam com controle de tração e compartilham um chassi tubular de aço tipo Diamond, que também difere do tipo usado nas “F”. Assim, houve uma economia de peso de 1,9 kg.

As também são novas, mais leves, com cinco raios duplos. Os pneus têm medida 120/70 R17 na dianteira e 180/55 R17 na traseira. Segundo a Honda, até a posição de pilotagem foi revista, em relação às antigas versões da linha “F”. Na naked CB 650R, o guidão foi avançado em 13 mm (ficou 8 mm mais baixo) e as pedaleiras foram elevadas em 6 mm com recuo de 3 mm. Assim, o motociclista ganhou um posicionamento mais esportivo. Na CBR 650R, os semi-guidões foram avançados em 30 mm. Como medida de segurança, o Emergency Stop Signal reconhece frenagens de emergência acima de 56 km/h e aciona automaticamente o pisca-alerta.

%d blogueiros gostam disto: