HONDA RACING CELEBRA 40 ANOS DE INVESTIMENTO NO ESPORTE

Com o objetivo de apresentar equipes e pilotos oficiais Honda Racing para a temporada 2018 nas modalidades rali, motovelocidade,  enduro e motocross nas principais competições brasileiras e no exterior, a Honda realizou hoje (19/2) em São Paulo evento que reuniu a imprensa, patrocinadores, organizadores e dirigentes do esporte com motos.

Essa foi a “desculpa”, porque a parte mais legal do encontro foi resgatar os 40 anos de envolvimento direto da empresa com o esporte com motos, expressado através de investimentos nas competições no Brasil e confirmar seu comprometimento com as principais modalidades. Foi na verdade um evento recheado de história e que reuniu algumas gerações de esportistas. “A iniciativa da Honda quatro décadas atrás foi fundamental para o desenvolvimento do esporte e para a formação de gerações de pilotos no Brasil”, afirmou Alexandre Cury, diretor comercial da Honda e responsável pela área de competições da Honda.

Honda Racing, apoio histórico

Essa história começou em 1978, quando a a Honda patrocinou oficialmente a Fórmula Honda, para motocicletas CG 125, na época, movida a álcool por causa da crise do petróleo e não era permitido competições a motor com uso de derivados de petróleo. Desde então o investimento não parou mais de investir no esporte, o que foi testemunhado por históricos personagens das competições no Brasil.

Wilson Yasuda, Santo Feltrin, Nuno Narezzi e Cristiano Lopes falaram sobre a importância da participação da Honda em campeonatos desde a década de 1970. “É uma fábrica de campeões”, disse Yasuda. “História de comprometimento da marca com o País”, ressaltou Feltrin. “Não há presente consolidado e futuro próspero sem um passado atuante”, reforçou Cury.

Alexandre Cury: 40 anos de apoio e incentivo ao esporte com motos no Brasil

Alexandre Cury: 40 anos de apoio e incentivo ao esporte com motos no Brasil

Essa preocupação na formação é expressada pelo apoio que a Honda realiza diretamente desde 2012 na Junior Cup, categoria-escola com motos CG 160 Titan, para o desenvolvimento de novas gerações de pilotos, já que crianças podem correr na Junior. Os pilotos mirins Giovana Cana Brasil, de 9 anos, e João Teixeira, de 7 anos, representaram o futuro do motociclismo nacional na apresentação do time Honda Racing.

“São 40 anos construindo o esporte como um todo. Sempre apoiamos os pilotos, as competições e a mídia, tudo importante para impulsionar, multiplicar e expandir o nosso esporte e isso é histórico, pois somos apaixonados por motocicletas e corre gasolina no sangue do brasileiro”, expressou o entusiasmado Marcos Monteiro, gerente geral comercial da Honda ao citar ainda o programa HTT (Honda Talent Test), que foi aplicado pela primeira vez no Brasil em 2018.

“Além de garimpar e lapidar talentos em situação real de corrida, o projeto funciona como preparação de nossos equipamentos para a temporada que se inicia”, frisa Monteiro. Dois pilotos que passaram pelo programa foram contratados pela Honda Racing e estão no time de 2018: Pedro Sampaio (motovelocidade) e Lucas Dunka (motocross).

 

Outro apoio importante da Honda este ano é para as competições: Superbike Brasil, Campeonato Brasileiro de Motocross, Copa EFX Brasil, CACC (Copa Adrenatrilha de Cross Country), Arena Cross, Rally dos Sertões e Enduro da Independência contarão com o apoio da Honda. “Duas provas merecem destaque: o Rally dos Sertões, uma das maiores do mundo, e o Enduro da Independência, o mais antigo e mais tradicional do país. A Honda vai em busca de mais títulos nessas competições”, diz Odair Dedicação Junior, gerente de marketing e competições da Honda.

Experiência internacional

O Brasil não tem nenhuma prova internacional nas modalidades que a Honda vai apoiar. Por isso a equipe Hona Racing de Motocross vai participar da etapa da Argentina do Campeonato Mundial de Motocross, que acontecerá no início de março. “Nós acreditamos que a participação em provas internacionais, ou com a vinda de pilotos estrangeiros para correrem aqui, é muito importante para o desenvolvimento do esporte e de pilotos brasileiros”, afirma Marcos Monteiro.

Também na área internacional, a Honda Brasil patrocina diretamente o piloto Eric Granado, que correrá o Superbike no Brasil e o Campeonato Mundial de Motovelocidade, na Moto2, em 2018. “O nível das competições brasileiras está cada vez mais alto, com pilotos cada vez mais preparados e espero trazer títulos para a Honda por aqui e, quem sabe, conseguir marcar pontos e fazer um bom campeonato na Moto2”, afirmou o piloto paulistano de 21 anos.

A Honda Racing mantém em seu time a experiência, principalmente para o rali. Por isso Jean Azevedo, sete vezes campeão do Rally dos Sertões, dez vezes campeão brasileiro de Rally Cross Country e com muitas participações no Dakar, permanece no time para passar sua experiência. Aos 44 anos completados nesta segunda-feira (19/2), o atleta tem a responsabilidade de ser o ‘paizão da turma’ e manter o alto nível do time. Para isso, terá a nova CRF 450RX como aliada. “É uma moto com muita tecnologia. É preparada para o enduro e estamos em adaptação para o rali”, afirmou Jean Azevedo.

Para viabilizar todo este pacote de patrocínios e apoios, a Honda conta com parcerias em todas as áreas. “Sem os parceiros não poderíamos fazer tudo isso”, ressaltou Marcos Monteiro. Os parceiros comerciais e os patrocinadores que estarão com a Honda em 2018 são: Mobil, IMS, Alpinestars, Michelin, DID, MRPro Braces, Pirelli, Tech Ride Motoparts, Edgers, BelParts e BRC.

Conheça as equipes oficiais Honda Racing – temporada 2018

Superbike (Chefe de equipe: Reinaldo Campos)

  • Eric Granado e Pedro Sampaio, com Honda CBR 1000RR

Motocross (Chefe de equipe: Cale Neto)

  • Mx 1 – Hector Assunção e Jetro Salazar, com Honda CRF 450R
  • Mx 2 – Gustavo Pessoa e Lucas Dunka, com Honda CRF 250R

Enduro (Chefe de equipe: Felipe Zanol)

  • Júlio César Ferreira Eliziário, com Honda CRF 450RX
  • Gabriel Lucas Soares e Nicolas Rodrigues, com Honda CRF 250R

Rali (Chefe de equipe: Dario Julio)

  • Tunico Maciel, Jean Azevedo e Gregorio Caselani, com Honda CRF 450RX
  • Júlio Bissinho Zavatti, com CRF 230F

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: