Indian interrompe produção de motos no Brasil

Indian começou o Salão Duas Rodas, nesta segunda-feira (13), em São Paulo, anunciando que interrompeu a produção de motos no Brasil.

O processo de montagem em CKD (quando as partes chegam prontas ao país) era feito junto à Dafra, em Manaus. “A partir da linha 2018 iremos importar as nossas motos dos Estados Unidos”, afirmou Rodrigo Lourenço, diretor-geral da Indian.

Quando foi lançada no Brasil, a marca rival da Harley-Davidson esperava que o país se tornasse seu 2º mercado global, o maior fora dos Estados Unidos. A previsão era emplacar 800 motos por ano.

Mas os números atuais de vendas da marca estão bem abaixo das expectativas de 2015, quando o setor já estava em crise.

“Atualmente, estamos na casa das 400 unidades anuais. E este número não justifica uma operação em CKD”, disse Lourenço.

Segundo o executivo, a conta “fecha” com pelo menos 600 exemplares montados por ano.

Se esta previsão foi mantida, ainda não será em 2018 que a Indian voltará a produzir por aqui. Isso porque a empresa espera comercializar cerca de 450 unidades no próximo ano.

No entanto, os planos da fabricação não foram abandonados. “Deixamos todo o ferramental em Manaus”. afirmou o diretor da empresa.

%d blogueiros gostam disto: