MERCADO: O SOBE E DESCE DAS VENDAS

A Suzuki perdeu quase a metade da sua participação nas vendas internas no atacado, no mercado brasileiro, este ano, ante o share de 2013. É o que mostra o balanço do setor de 2014 da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). As vendas no atacado da Suzuki passaram de 21.773 no ano passado para 11.969, queda de 45%. Com isso, a montadora reduziu de 1,5% para 0,9% seu share no mercado nacional.

A participação no mercado reflete planejamentos e posicionamentos e estratégias das marcas na competição pelas vendas. As empresas não comentam o share, nem mesmo a Abraciclo, que reúne 12 montadoras do setor de motocicletas e bicicletas. Entre motociclistas, um dos principais motivos da queda da Suzuki é a falta de atualização de seus modelos no mercado brasileiro.

Isso já aconteceu com a Yamaha. Há três anos foi muito criticada, inclusive por seus consumidores, por ter “abandonado” o mercado brasileiro. A montadora japonesa reagiu e anunciou o lançamento de um modelo a cada seis meses. Seu share, de acordo com a Abraciclo, cresceu 3,3% recuperando as vendas internas no atacado de 158.793 (10,7% do share) para 164.084 (12,5% de participação).

Honda

Soberana no Brasil, a Honda oscilou seu share de 82% em 2013 para 81,4% esse ano. Isso representa que as vendas internas no acatado da empresa caíram de 1.217.041 em 2013 para 1,071.867 esse ano. Outras montadoras também tiveram quedas importantes. A Kawasaki, mesmo mantendo o share de 0,5% no levantamento da Abraciclo, reduziu as vendas de 8.147 para 6.169, menos 24,3%. O mesmo aconteceu com a Harley-Davidson, que manteve share de 0,5% mas reduziu as vendas de 7.514 para 6.964, menos 7,3%. A Dafra, com incêndio o esse ano na fábrica de Manaus (AM), também reduziu vendas de 35.442 (2,4% de share) para 25.590 (1,9%), queda de 27,8%.

Leia também:
+ Mercado de motos fecha 2014 em baixa mas setor espera 2015 melhor

Além da Yamaha, a alemã BMW e a inglesa Triumph foram as outras duas únicas montadoras que aumentaram seu share entre as integrantes da Abraciclo. Considerando que as marcas “acabam de chegar” ao mercado brasileiro, o desempenho das duas surpreende, principalmente a inglesa que subiu 65,1% no share com 2.589 vendas em 2013 ante 4.274 em 2014 (0,2% de participação para 0,3% esse ano). Já a BMW cresceu 18,5% passando de 4.589 vendas em 2013 para 5.439, agora com 0,4% de share ante 03,% em 2013.

-Imagens: divulgação-

 

cropped-10637770_850957938248371_666624432_n1.jpg

Esta página, tem por objetivo informar de maneira rápida e eficaz os eventos e acontecimentos do mundo motociclístico, porém, não se responsabiliza por informações inverídicas, ou por eventos cancelados, ou por eventos não realizados, pois tais informações são fornecidas diretamente pelos próprios organizadores.
Então, antes de se deslocar até o evento, confirme se não houve cancelamento ou a existência do mesmo.
Boas estradas.
——–
Quer a cobertura fotográfica do seu evento feita pelo Eventos Motociclísticos?   Solicite uma cotação pelo e-mail contato@eventosmotociclisticos.com.br ou eventosmotociclisticos@gmail.com e tenha a cobertura do seu evento em tempo real sendo divulgado no instagram e fotos de altíssima qualidade feitas por um fotografo com experiencia desde 2007.
——-
Baixe o aplicativo gratuitamente e tenha no seu smartphone as informações sobre eventos motociclísticos em todo Brasil e até no exterior, além de dicas de bandas para seu evento e noticias sobre motos e motociclismo.
O aplicativo está disponível no Google Play Store e na Apple Store.
Também estamos no instagram, envie sua fotos com a hastag ‪#‎eventosmotociclisticos‬ e tenha sua foto publicada na hora em nossa pagina e compartilhe com os irmãos motociclistas como está o evento em tempo real.
O Aplicativo Eventos Motociclísticos tem o patrocínio de:
Tony Cavalcanti Fotografo – www.tonycavalcanti.com.br
Marcelo Campos Advogado

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: