Modelo 2018 da Kawasaki recebe melhoramentos no motor e suspensões

Visualmente é difícil diferenciar a Kawasaki KX250F 2018 da versão 2017. Os plásticos continuam os mesmos e as mudanças nos adesivos das abas dos radiadores foi bem discreta. Mas o modelo recebeu refinamentos importantes no motor e também um novo acerto de suspensões.

Vamos conferir as principais mudanças.

– Novo corpo do acelerador e ângulo do bico injetor, melhorando o torque em toda a faixa de utilização do motor.

– Nova bomba de combustível com maior pressão.

– Coletor de admissão redesenhado, com duto mais curto.

– Novo cabeçote com canal de admissão revisado. A taxa de compressão baixou para 13.4:1 (antes era 13.7:1).

– Novo comando de admissão com tempos de válvulas avançados.

– Cano de escape mais longo e com maior diâmetro no encaixe com a ponteira, melhorando a entrega de potência. Segundo a fábrica houve sensível melhora de baixa para médias rotações, assim como um motor mais “livre” em altos giros. O escape mantém a câmara de ressonância.

– A Kawasaki KX250F continua com duplo injetor de combustível que muda de bico conforme posição do acelerador, rotação do motor e marcha utilizada. A transição do bico primário – que melhora as respostas em baixos e médios giros – para o bico secundário – localizado próximo ao duto do filtro de ar – é suave e imperceptível. O bico secundário, mais distante do duto de admissão, dá mais tempo para as partículas de ar e combustível se misturarem, permitindo a mistura resfriar antes de entrar na admissão, resultando em um preenchimento mais eficiente da câmara de combustão e maior potência am altos giros.

Suspensões

– Com garfo Showa SFF (funções separadas) Tipo 2 de 48mm, a suspensão dianteira recebeu ajustes para melhorar a precisão nas irregularidades em frenagens e durante as curvas. O tubo direito fica com a mola, enquanto o esquerdo cuida do amortecimento.

– A suspensão traseira Uni-Trak tem amortecedor Showa com ajustes revisados, visando melhorar a tração e respostas da traseira.

Demais modelos

O restante da linha KXF e KLX recebeu apenas uma discreta renovação nos adesivos.

Ficha Técnica Kawasaki KX250F 2018

Ficha técnica
Motor Refrigeração líquida, 4 tempos monocilíndrico
Taxa de compressão 13.4:1
Comando DOHC, 4 válvulas
Diâmetro x curso 77.0 x 53.6 mm
Cilindrada 249 cm³
Alimentação Injeção eletrônica: 43 mm x 1 (Keihin) com injetor duplo
Ignição Digital DC-CDI
Partida Pedal
Lubrificação Lubrificação forçada, bomba semi úmida
Câmbio 5 marchas
Embreagem Multidisco em banho de óleo
Relação primária 3.350 (67/20)
1ª marcha 2.142 (30/14)
2ª marcha 1.750 (28/16)
3ª marcha 1.444 (26/18)
4ª marcha 1.235 (21/17)
5ª marcha 1.045 (23/22)
Relação final 3.846 (50/13)
Transmissão Corrente
Freio diant. Disco em pétala semifluante 270 mm , duplopistão
Freio tras. Disco em pétala 240 mm, pistão único
Suspensão diant. Garfo telescópico invertido 48 mm com funções separadas. 22 pontos de ajuste na compressão e 20 no retorno. 20 pontos de ajuste na pre-tensão da mola
Suspensão tras. Uni-Trak.19 pontos de ajuste na compressão (low-speed), 4 voltas (high-speed). 22 pontos no retorno. Pré carga da mola completamente ajustável
Quadro Perimetral em alumínio
Trail 123 mm
Curso diant 310 mm
Curso tras. 310 mm
Pneu diant. 80/100-21 51M
Pneu tras. 100/90-19 57M
Esterço de direção D/E 42° / 42°
Comprimento x largura / altura 2,172 x 825 x 1,260 mm
Entre-eixos 1,478 mm
Distância livre do solo 324 mm
Capacidade de combustível 6.4 litros
Altura do assento 945 mm
Peso (em ordem de marcha / 1/2 tanque) 104.7 kg

 

 

 

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: