O conceito de compartilhamento chegou às motocicletas Ducati

O conceito de compartilhamento chegou às motocicletas Ducati. A startup Class1One viabilizou a possibilidade de adquirir cotas de quatro modelos da marca italiana: Diavel Dark, XDiavel, Panigale 1299 S e Multistrada 1200 Enduro.

Cada moto poderá ser compartilhada entre duas a dez pessoas. No caso da XDiavel, o custo mensal para uma unidade compartilhada em dez pessoas é de R$ 38,06. Como comparação, o consórcio de uma Honda CG 125 tem parcela mínima de R$ 133,32.

“Tenho certeza de que estamos inaugurando um nicho interessante de mercado. Há pessoas que querem uma Ducati, mas têm pouco tempo para o lazer ou simplesmente não querem imobilizar uma alta parcela do seu capital de investimento”, afirma o presidente da Ducati do Brasil, Diego Borghi.

Cada moto fica em nome de um CNPJ: “Nosso trabalho é criar essa pessoa jurídica e administrá-la”, afirma o presidente da Class1One, Jorge Muzy, que começa a formar os grupos de compartilhamento. A disponibilidade das motos depende da formação dos grupos. Muzy estima um novo grupo criado a cada mês.

O valor rateado entre os proprietários inclui documentação, manutenção e seguro. Já o combustível e a franquia do seguro em caso de queda são exemplos de despesas que ficam por conta de quem estiver utilizando a moto, assim como eventual transporte se não puder retirá-la na casa do usuário anterior. Esse serviço também é prestado pela Class1One.

Veja a simulação com a XDiavel a partir de quatro cotas (o número de cotas é a quantidade de pessoas que compartilharão a moto):

%d blogueiros gostam disto: