Pedrosa: “Meu ritmo não era bom o suficiente”

q3

 

Optando pelo pneu traseiro macio, Dani Pedrosa teve um forte início inicial para o 2016 Qatar GP que o viu em terceiro lugar como pilotos lançado a partir da linha. Infelizmente para o piloto da Repsol Honda Team, um erro na Curva 1 vi correr de largura e cair para sexto. O espanhol perdeu o contacto com o grupo da frente, mas ele tinha Maverick Viñales (Team Suzuki Ecstar) para a empresa ao longo da corrida. A dupla lutou durante várias voltas e Pedrosa foi capaz de obter a vantagem, terminando a primeira corrida do Campeonato do Mundo de MotoGP ™ do ano em quinto, mas um decepcionante 14 segundos de volta no vencedor da corrida.

A cinco acabamento superior é um bom resultado, dadas as dificuldades Pedrosa e sua equipe estavam tendo em ambos os testes e no início do fim de semana de corrida, mas o próprio Pedrosa admitiu seu ritmo simplesmente não era bom o suficiente. A partir daqui o veterano MotoGP ™ tem esperança de aprender com esta corrida e melhorar a sua Honda RC213V nas próximas rodadas. Ao contrário de 2015, Pedrosa experiente sem problemas físicos e tem o prazer de, pelo menos, estar começando o ajuste temporada.

Dani Pedrosa: “Foi uma corrida difícil. Comecei bem, mas eu corri larga na primeira curva. No entanto, I foi apenas para baixo em quinto ou sexto lugar, o que foi uma boa posição a partir da qual a seguir o grupo da frente, mas o meu ritmo não era bom o suficiente e, gradualmente, perdi o contato. O lado negativo para esta corrida é o resultado e a distância do vencedor, mas o positivo é que eu aprendi mais sobre a moto e talvez possamos melhorar para a próxima corrida. Fisicamente, eu também realizou-se muito bem. Sabíamos que esta era uma pista difícil para nós, mas agora temos de olhar em frente para a Argentina. “

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *