Produção de motocicletas cresce 26,1% em outubro

O setor de motocicletas seguiu em curva de crescimento em outubro. Dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo mostram que no décimo mês do ano as fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus – PIM produziram 99.210 unidades, volume 26,1% superior ao realizado no mesmo mês do ano passado (78.670). Houve expansão também sobre setembro do presente ano (80.690 unidades), com alta de 23%.

No desempenho de janeiro a outubro (876.301 unidades) o avanço foi de 19,9% sobre o acumulado do ano passado (730.762 unidades). Para Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, este resultado faz com que as fabricantes fiquem mais otimistas para superar a meta projetada para o ano, que é de crescimento de 11% sobre a produção de 2017, totalizando 980 mil unidades.

‘O desempenho também nos deixa mais otimistas quanto ao comportamento do consumidor no próximo ano, que poderá manter a demanda em alta’, comenta Fermanian. O executivo ainda ressalta que os mesmos fatores macroeconômicos que impulsionaram as vendas em setembro continuaram a repercutir em outubro, como redução do índice de inadimplência, maior oferta de crédito pelas instituições financeiras, expansão de negócios de consórcio e o crescimento da confiança do consumidor.

As vendas do atacado – das fabricantes para concessionárias – acompanharam o crescimento da produção. Em outubro foram repassadas às lojas 91.621 unidades, alta de 31,6% sobre o mesmo mês do ano passado (69.620).

Na comparação com setembro (76.669 unidades), o avanço foi de 19,5%. E no acumulado dos dez meses o crescimento foi de 19,4%, sendo 803.368 unidades em 2018 sobre 672.970 no ano anterior.

Entre as categorias com mais motocicletas comercializadas em outubro os destaques foram a Street, que aparece no topo do ranking com 49,4% de participação (45.219 unidades); a Trail, com 19,5% (17.896); e a Motoneta, com 19,1% (17.466). Na sequência, vieram Scooter, com 6,2% (5.685), e Naked, com 2,4% (2.222 unidades).

Com base nos dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), as vendas de motocicletas no varejo totalizaram 83.325 unidades em outubro, representando uma alta de 22,1% sobre o mesmo mês de 2017 (68.236 unidades). Na comparação com setembro (74.067 unidades), houve crescimento de 12,5%.

No acumulado de janeiro a outubro as vendas no varejo aumentaram 10%, totalizando 779.253 unidades, ante 708.299 unidades no mesmo período do ano passado.

A média diária de vendas em outubro ficou em 3.788 unidades, comercializadas em 22 dias úteis, volume que corresponde a uma elevação de 16,6% sobre o mesmo mês do ano passado (3.249 unidades), que teve 21 dias úteis. Na comparação com setembro (3.898 unidades), que contou com 19 dias úteis de comercialização, houve queda 2,8%.

Em outubro foram enviadas para outros países 5.164 motocicletas fabricadas no PIM, significando queda de 33,5% sobre o mesmo mês de 2017 (7.761 unidades). Já na comparação com setembro (3.336 unidades) houve alta de 54,8%. A Argentina foi o principal destino com 52,7% de participação, seguida dos Estados Unidos, com 27%, Colômbia, com 5,7% e Austrália com 2,8%.

As exportações no acumulado de janeiro a outubro totalizaram 62.296 motocicletas, representando uma alta de 7% sobre as 67.005 unidades exportadas no mesmo período do ano passado.

(Redação – Investimentos e Notícias)

%d blogueiros gostam disto: