Rally dos Sertões – Ricardo Martins assume vice-liderança das motos

Santa Terezinha de Goiás (GO) – O catarinense Ricardo Martins assumiu nesta segunda-feira (21) a vice-liderança das motocicletas no 25º Rally dos Sertões. O piloto do Yamaha Rinaldi Rally Team foi o segundo mais rápido no percurso entre Goianésia-GO e Santa Terezinha de Goiás-GO, que incluiu 326 quilômetros (248 deles de trechos cronometrados) e valeu como a segunda etapa da programação. Os resultados são extra-oficiais.

Além de variados tipos de desafios, como estradas sinuosas, mata-burros, depressões e lombadas, o dia foi marcado pelas disputas em formato Maratona. Ou seja, os competidores não podem contar com auxílio mecânico externo até a terceira etapa, marcada para esta terça-feira (22) com destino a Aruanã (GO). O roteiro inclui 306 quilômetros, sendo 297 de especiais.

“Cumpri a primeira parte da Maratona e deu tudo certo. Andei em um ritmo forte, mas com consciência, para preservar os equipamentos”, explicou Martins. “A motocicleta Yamaha está em perfeito estado, assim como os pneus Rinaldi HE42, que resistiram muito bem. Vamos para o terceiro dia de prova e estou cada vez mais solto na pilotagem, pegando o ritmo da corrida”, concluiu o piloto.

A chegada do Rally dos Sertões está marcada para o próximo dia 26 em Bonito (MS), sendo que o percurso total da prova é de 3300 quilômetros. As especiais somam 1999 km. O evento ainda reúne categorias para carros, quadriciclos e UTVs.

Resultados Motos – 2ª etapa (extra-oficiais)
1° – Jean Azevedo – 4:01:35.93
2° – Ricardo Martins – 4:08:37.72 – Yamaha Rinaldi Rally Team
3° – Gregório Caselani – 4:12:01.43
4° – Marco Pereira – 4:23:03.82
5º – Júlio Zavatti (Bissinho) – 4:29:48.62

Resultados Motos – Acumulado após duas etapas (extra-oficiais)
1° – Gregorio Caselani – 8:48:17.24
2° – Ricardo Martins – 9:04:47.25 – Yamaha Rinaldi Rally Team
3° – Jean Azevedo – 9:06:20.61
4° – Marco Pereira – 9:21:13.23
5° – Júlio Zavatti (Bissinho) – 9:24:17.14

Programação* – 25º Rally dos Sertões
3ª Etapa – 22/8 (Terça-feira)
Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)
DI (Deslocamento inicial) – 0 km
TE (Trecho especial cronometrado) – 297,06km
DF (Deslocamento final) – 9 km
Total do dia: 306,06 km

4ª Etapa – 23/8 (Quarta-feira)
Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)
DI – 102,4 km
TE – 273,20 km
DF – 95,68 km
Total do dia: 471,28 km

5ª Etapa – 24/8 (Quinta-feira)
Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)
DI – 13,85 km
TE – 438,86 km
DF – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

6ª Etapa – 25/8 (Sexta-feira)
Coxim (MS) – Aquidauana (MS)
DI – 59,82 km
TE – 194,91 km
DF – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

7ª Etapa – 26/8 (sábado)
Aquidauana (MS) – Bonito (MS)
DI – 128,62 km
TE – 240,45 km
DF – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1999,52 km

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2015 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.

 

%d blogueiros gostam disto: