Roubos de motocicletas acima de 250 cilindradas crescem 15,2% em 2016, segundo Grupo Tracker

O Grupo Tracker – maior empresa de rastreamento e localização de veículos do país – registrou um aumento de 15,2% no número de roubo e furto de motocicletas acima de 250 cilindradas, no ano passado, em comparação com 2015.
Segundo o gerente de Operações do Grupo Tracker, Rodrigo Boutti, a variação de sinistros envolvendo motos está diretamente ligada ao aumento dos bailes funks (chamados de pancadões) nas periferias da região metropolitana de São Paulo. “Cerca de 75% dos eventos envolvendo motos e atendidos pelo Grupo Tracker tiveram localização prévia nestes bailes e foram efetivamente recuperadas pela polícia nas proximidades”, conta.
A alta no 4º trimestre foi de 22,56%, em relação ao 3º trimestre. “O clima quente também favorece a ação dos bandidos, já que mais motociclistas saem com seus veículos”, explica Boutti.
A empresa pertence ao Tracker VSR Group, que está presente em 13 países, entre eles Colômbia, Venezuela, América Central e Espanha. Em 16 anos de atividade, o Grupo Tracker já recuperou mais de 41 mil veículos, evitando um prejuízo de cerca de R$ 3,9 bilhões.