Veja 5 perguntas e respostas sobre freios ABS e CBS nas motos

Sistemas serão exigidos para motocicletas novas a partir de 2016.
Tanto o ABS quanto o CBS tornam a frenagem mais segura.

Do G1, em São Paulo

A partir de 2016, sistemas que auxiliam na frenagem serão obrigatórios em motos novas. A nova regra será adotada gradualmente e, segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em 4 anos, 100% deverão sair de fábrica com ABS ou CBS. Veja abaixo 5  perguntas sobre o que diz a determinação.

1) Que motos terão que ter ABS?
2) Que motos terão que ter CBS?
3) A partir de quando a regra valerá?
4) Na prática, o que esses sistemas fazem?
5) O quanto esses sistemas vão encarecer as motos?

1) Que motos terão que ter ABS?
As motos novas com mais de 300 cc de cilindrada, produzidas no Brasil ou importadas, deverão ter o sistema ABS. As motos com menos de 300 cc poderão ter ABS ou CBS.

2) Que motos terão que ter CBS?
As motos com menos de 300 cc poderão ter CBS ou ABS.

Estão fora da regra motos de uso exclusivo fora de estrada (off-road), militares e elétricas que não atingem 50 km/h.

3) A partir de quando a regra valerá?
A partir de 1º de janeiro de 2016. Primeiro, para 10% motos das novas. Em 2017, esse percentual sobe para 30%. Em 2018, 60%. E, em 2019, 100%.

4) Na prática, o que esses sistemas fazem?
O ABS evita o travamento das rodas em frenagens bruscas e facilita a parada em pisos escorregadios. Mais simples, o CBS distribui a força de frenagem entre as duas rodas e diminui a distância que a moto leva para parar, mesmo que o motociclista só acione o freio traseiro, um hábito incorreto.

Veja o exemplo da CG 150 Titan, conforme dados da Honda:

– sem CBS, a moto leva de 30 a 41 metros para parar quando o motociclista usa só o freio traseiro, dependendo da dosagem aplicada;

– com CBS, até 28 metros.

5) O quanto esses sistemas vão encarecer as motos?
A associação das montadoras de motocicletas (Abraciclo) diz que ainda é cedo para calcular o impacto no preço das motos. Comparando os valores do modelo Honda CB 500, a versão com ABS é R$ 1,5 mil. mais cara. Já o CBS deve causar impacto menor. A Honda CG 150 Titan que tem o sistema custa R$ 180 a mais do que a tradicional.

 

cropped-10637770_850957938248371_666624432_n1.jpg

 

 

Esta página, tem por objetivo informar de maneira rápida e eficaz os eventos e acontecimentos do mundo motociclístico, porém, não se responsabiliza por informações inverídicas, ou por eventos cancelados, ou por eventos não realizados, pois tais informações são fornecidas diretamente pelos próprios organizadores.
 
Então, antes de se deslocar até o evento, confirme se não houve cancelamento ou a existência do mesmo.
 
Boas estradas.
 
——–
 
Quer a cobertura fotográfica do seu evento feita pelo Eventos Motociclísticos?   Solicite uma cotação pelo e-mail contato@eventosmotociclisticos.com.br ou eventosmotociclisticos@gmail.com e tenha a cobertura do seu evento em tempo real sendo divulgado no instagram e fotos de altíssima qualidade feitas por um fotografo com experiencia desde 2007.
 
 
——-
 
 
 
Baixe o aplicativo gratuitamente e tenha no seu smartphone as informações sobre eventos motociclísticos em todo Brasil e até no exterior, além de dicas de bandas para seu evento e noticias sobre motos e motociclismo.
 
O aplicativo está disponível no Google Play Store e na Apple Store. 
 
Também estamos no instagram, envie sua fotos com a hastag ‪#‎eventosmotociclisticos‬ e tenha sua foto publicada na hora em nossa pagina e compartilhe com os irmãos motociclistas como está o evento em tempo real.
 
 
O Aplicativo Eventos Motociclísticos tem o patrocínio de:
Tony Cavalcanti Fotografo – www.tonycavalcanti.com.br
Marcelo Campos Advogado

 

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: