Yamaha MT 07 Onyx Blade

Os predicados da MT-07 são um grande incentivo para qualquer construtor que pretenda criar uma moto exclusiva. As linhas simples, o formato compacto e a boa qualidade de construção, potenciam a agilidade e a facilidade de condução desta “pequena grande” Yamaha.

O primeiro grande construtor a descobrir o encanto da MT-07 foi Shinya Kimura, que esculpiu, à sua maneira muito própria, a “Faster Son”.

Outras construções se têm destacado, e ainda há pouco tempo apresentámos nestas páginas uma “scrambler” muito interessante, com base na XSR 700 – uma variante de fábrica da MT-07, que dá pelo nome deBunker Mentality

Mas a Onyx Blade, assinada por Winston Yeh, vai bastante mais longe, tanto no arrojo, como no requinte, revelando-se uma transformação radical que impressiona pelo impacto visual e pela complexidade das linhas que realçam as formas simples da MT.

A moto foi encomendada por um cliente da oficina de Taipé, que fazia questão que a sua moto urbana, além de ágil e rápida, ostentasse todas as particularidades que as motos da Rough Crafts normalmente apresentam, nomeadamente o aspecto musculoso e a pintura cinzento mate.

As linhas vincadas da moto original mantêm-se, mas foram refinadas com recurso a todo um novo trabalho de chapa, feito em alumínio pela OneHandMade e uma pintura de grande nível da Air Runner Custom Paint que, por imposição do cliente, teve que terminar com um acabamento mate.

Em termos de ciclística, o primeiro passo foi no sentido de melhorar a suspensão de origem, reconhecidamente pouco performante e sem qualquer regulação. Por isso, com a ajuda da Gears Racing, a forquilha foi ligeiramente cortada no seu comprimento, as molas foram reforçadas e dotadas de regulação de pré-carga.

Para compensar o aumento de volume geral, a forquilha foi recoberta com umas protecções que, para além de lhe proporcionar um aspecto pós-apocalíptico, acabam por ser úteis tendo em conta que na capital de Taiwan chove 165 dias por ano.

Essa é também a justificação para a utilização dos pneus Pirelli Diablo Rain, apesar de o seu padrão também se enquadrar muito bem nas linhas do conjunto.

Uma das notas mais exclusivas deste trabalho, é a inclusão do painel digital original no novo depósito de combustível, que faz lembrar a VMAX, e que liberta frente, tornando-a mais leve.

Para além de muitas peças do catálogo da Rough Crafts, como os “raisers” do guiador, a tampa do depósito de combustível e a grelha do farol, a Onyx Blade ainda está equipada com manetes ISR, e com piscas de punho da Motogadget.

O motor não foi mexido, tendo sido apenas instalado um filtro de ar K&N e uma ponteira de escape Akrapovic que, segundo Wilson, nem sequer obrigou a fazer ajustes na centralina original, factores decisivos para a melhoria do desempenho geral.

Foto: JL Photography

 

 

 

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: