CAPACETE, porque se reluta em usar? (Parte II)

 

Continuando a nossa descrição sobre capacetes, vamos falar hoje sobre a segurança, onde o capacete precisa ser confortável, mas não pode ter folga.

 

As normas brasileiras exigem uma proteção mais reforçada na região que corresponde à calota craniana, têmporas e nuca. Portanto, capacetes abertos ou que apenas cumpram às normas não protegem a região do queixo. Por isso, é recomendável utilizar um capacete integral em viagens e estradas, onde a velocidade é mais alta. Vale lembrar também, que não basta usar o capacete, ele deve estar bem afivelado. Existem dois tipos de fecho: cinta jugular com sistema de engate rápido ou com anel duplo. O primeiro é mais prático, porém está sujeito a desgaste e a possível abertura em caso de acidente. Já o segundo, traz mais segurança, porém é mais trabalhoso de afivelar e desafivelar. Em qualquer um dos casos, é importante sempre manter a cinta jugular bem afivelada e com a tira encostando no pescoço do piloto.

 

 Engate de anel duplo                                          Engate Rápido

anel-duplo engate-rapido

 

Cinta jugular do capacete não pode estar frouxa

 

colocar_capacete

A primeira e mais importante regra diz respeito à fixação do capacete à sua cabeça, por meio da chamada cinta jugular. Esta cinta JAMAIS pode estar frouxa, devendo permanecer 100% em contato com a parte inferior de seu maxilar.

Incomoda? Pode ser, mas se a cinta jugular não estiver ajustada assim, a chance do capacete sair da sua cabeça e rolar como uma bola para longe de seu crânio em caso de impacto contra o solo ou outro obstáculo qualquer – acarretando consequências bem ruins – é líquida e certa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Capacete não pode ser folgado

capacete_10

Outro fator importante para que um capacete cumpra sua função da melhor maneira possível é o ajuste à sua cabeça: capacete não pode ser folgado. Na hora da compra, deve-se escolher um que pareça até menor do que sua cabeça – sem exagero – considerando que, com pouco tempo de uso, a espuma da forração cederá o tanto necessário para que ele fique justo, confortável, mas jamais folgado.

 

 

 

 

 

 

E a viseira?

capacete_viseira

Capacetes tanto abertos como fechados devem, por lei, ser equipados com viseira ou, na ausência dela, o motociclista precisa usar óculos de proteção, como os dos pilotos em competições fora-de-estrada, como enduro ou motocross.

 

 

 

 

 

Pensamento:

 

Há quem pense que a lei que obriga o uso do capacete é uma violência contra o livre arbítrio, uma intromissão excessiva no direito individual das pessoas. Segundo essa vertente de raciocínio, ao optar por não usar o equipamento o motociclista não prejudicará a ninguém senão a ele mesmo e, portanto, cada um deveria ser livre para decidir se proteger ou não.

 

 

** Na próxima matéria finalizaremos este tema com dicas de como escolher um bom capacete.

 

Até lá !!

 

Seu amigo, MOTOCA !!

personagem_motoca-1

Deixe já o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: