Confira 10 motos que marcaram época

No mundo sobre rodas alguns modelos marcam tanto a época que viram clássicos. Sendo um fã ou não, quase todo mundo tem uma moto que vem à cabeça quando se fala nas versões que fizeram história. Selecionamos algumas delas, já que a lista é enorme, que acabaram eternizadas no Brasil e no  mundo. Confira:

 

VICENT BLACK SHADOW

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/image-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
DIVULGACAO

Fabricada em 1948, a Black Shadow foi a primeira moto de série a superar os 200 km/h de velocidade máxima real. Isso lhe rendeu o título de a primeira ‘superbike’ verdadeira do mundo.  O segredo para tanta potência era ser mais leve que todas as concorrentes.

HONDA CG 125

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/1976-cg125-ID000002-1200x800@GP-Web.png

O modelo de 1976 ficou conhecido como ‘CG bolinha’ e foi a primeira moto Honda produzida no Brasil. Equipada com um câmbio rotativo, ela popularizou a motocicleta no país.

Em seu auge foi recordista de vendas da indústria nacional, mais que qualquer veículo, inclusive o Fusca. A versão moderna da CG 125, CG 125 Fan, teve alterações técnicas, mas manteve o conceito básico. O motor econômico monocilíndrico de 4 tempos também é o mesmo.

 

HONDA CB 400

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/BBKSbum-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

CB 400 foi a moto de desejo de toda uma geração nos anos 1980. Chegava próximo aos 170 km/h de velocidade máxima e era equipada com rodas Comstar de alumínio, freios a disco na roda dianteira e motor bicilíndrico de 40 cavalos.

Com o passar dos anos foi aperfeiçoada, ganhando novas versões que também acabaram consagradas.

YAMAHA DT 180

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/anuncio-dt180-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

DT 180 influenciou muitos motociclistas à prática off road, além de virar opção para motoristas que nunca sequer dirigiram em estradas de terra.

Sorry, the video player failed to load.(Error Code: 101104)

O modelo clássico da Yamaha era equipado com um motor de 2 tempos e foi pioneiro na suspensão monoamortecida no Brasil. Recebeu diversas melhorias até parar de ser produzida em 1997.

 

Honda XL 250R

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/anuncio-xl250r-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

A  XL 250R foi a primeira off road da Honda fabricada no Brasil. A inovação veio com o sistema Pro-Link na suspensão traseira, cujo monoamortecedor progressivo oferecia conforto e estabilidade.

O modelo era equipado com motor monocilíndrico de 22 cavalos. Nos anos seguintes a XL 250R recebeu melhorias, inclusive mais potência no propulsor.

YAMAHA RD 350 LC

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/rd350-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Conhecida como ‘viúva negra’, a RD 350 LC criou uma legião de fãs instantâneos. Foi montada nas instalações da Yamaha em Manaus e chegou as lojas em 1986.

O clássico modelo já carregava a esportividade no nome, RD é sigla para ‘Race Developed’, que significa ‘desenvolvida para competições’. O motor escolhido foi um bicilíndrico que gerava em torno de 60 cv e alcançava uma velocidade máxima de quase 200 km/h.

HARLEY-DAVIDSON HYDRA GLIDE

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/image (1)-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Utilizada por Marlon Brandon no filme ‘O Selvagem’, de 1953, a Hydra Glide virou ícone do cinema. Foi a moto símbolo da rebeldia dos anos 1950,  no início do rock and roll.

BMW G 650 GS

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/BBKS8VK-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Em 2009, quando a BMW começou a produzir esse modelo no Brasil, causou um verdadeiro boom no mercado. A G 650 GS abriu as portas para que outros exemplares de alta cilindrada fossem fabricadas em alta escala no país.

O modelo tinha motor monocilíndrico, bom torque, conforto e ótimo custo-benefício.

KAWASAKI NINJA GPZ 900R

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/image (2)-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Kawasaki Ninja GPZ 900R foi objeto de desejo de muita gente nos anos 1980 depois de ter sido usada por Tom Cruise no filme ‘Top Gun’. Ela é a precursora das motos esportivas modernas. Seu visual arrojado e agressivo é motivo de admiração até hoje.

DUCATI 966

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/07/25/Capa/Imagens/Cortadas/Ducatti 966 2-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Lançada no fim dos anos 1990, era sinônimo de status e velocidade. O motor de 996 cc e com 4 válvulas intimidava a concorrência. Também brilhou no cinema ao ser pilotada por Trinity, interpretada por Carrie-Anne Moss, no filme Matrix Reloaded, de 2003.

%d blogueiros gostam disto: