Confira 8 motivos para andar de moto

O dia 27 de julho é especial para quem anda de moto. Nesta data se comemora o ‘Dia do Motociclista‘. Hoje são mais de 28 milhões de usuários em todo o Brasil. Uma vastidão de gente que usa ao veículo sobre duas rodas de diversas formas e não vive longe dele. Para comemorar, fizemos uma lista com 8 motivos do porquê ir de moto pode ser melhor.

1. Liberdade de ir e vir

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 2-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Pagar caro e ainda viajar espremido no busão? Que nada, os motociclistas têm mobilidade.Infomoto

Motociclista não fica parado no ponto de ônibus, tampouco passa um tempão espremido no busão vendo o relógio passar. Quem usa moto não perde tempo, com ela não existe engarrafamento e na hora de estacionar, o veículo cabe em qualquer cantinho.

2. Economizar uma grana

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 3-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Em época de gasolina cara, rodar 40km/litro é uma maravilha. Mas só a moto lhe proporciona isso.Infomoto

Os ‘muquiranas’ também adoram a moto, pois gastam pouco. Para ir assistir ao jogo no campo do Corinthians, na Zona Leste de São Paulo, partindo da estação da Luz são 50 km (ida e volta). Para ir de Metrô vai gastar R$ 7,60 com duas passagens e o trajeto demora 45 minutos.

Com uma moto o custo é de R$ 4,20 (ida e volta) e o percurso é feito em 20 minutos. Esse valor só é possível porque a moto percorre mais de 40 km com um litro de combustível.

 

3. Legal para viajar

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 4-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Existe coisa melhor do que viajar de moto? Ainda não descobrimos…Infomoto

Quem gosta de viajar também será muito feliz sobre duas rodas. Tanto faz se é um modelo grande ou pequeno, com uma motocicleta é fácil (e barato) percorrer o Brasil conhecendo lugares bacanas e gastando pouco.

Uma viagem de uma semana pela Região Sul, custa menos de R$ 1 mil com direito a conhecer belas praias e montanhas. Só é preciso ser econômico na hora de preparar a bagagem.

4. Fazer amigos

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 5-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Andar de moto significa fazer amigos. Em Motoclubes, nas redes sociais, a moto une as pessoas.Infomoto

De moto você chega num posto de gasolina ou mesmo ao parar em um semáforo e, sem perceber, já está batendo papo com alguém. O mesmo acontece nas redes sociais, nas páginas específicas de modelos ou de atividades.

Os motoclubes também reúnem muitos motociclistas que se tornam grandes amigos.

 

5. Praticar esporte

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 6-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Só quem já fez trilha com os amigos – ou acelerou em um trackday – sabe que a moto também é esporte.Philip PlatzerRed Bull Content Pool

Quem curte adrenalina também é feliz em duas rodas. Pois pode praticar esportes como a motovelocidade ou o motocross.

Quem quer gastar pouco (e se divertir muito) pode curtir a liberdade de ‘fazer uma trilha’. Para isso, basta o equipamento de segurança e um modelo off road e pronto! É diversão garantida.

6. Descobrir novos lugares

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 7-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Há lugares lindos no Brasil e no mundo que só se pode chegar de moto.Infomoto

Alguns lugares do Brasil são de difícil acesso e para conhecê-los nada melhor do que uma moto. Um exemplo é região da Serra da Canastra (MG), com uma moto é possível percorrer todo o parque, acampar e desfrutar de cachoeiras e visuais praticamente inacessíveis para outro tipo de veículo.

7. Ter um hobby

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 8-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Colecionar modelos clássicos ou customizar sua moto: motociclismo também é um hobby.Infomoto

Muita gente que gosta de moto, não se liga apenas em rodar com ela. Alguns transformam a paixão num hobby. Não é difícil alguém que deixa a moto na sala ou tem uma coleção de modelos antigos.

Personalizar o veículo ou fazer serviços mecânicos também é um opção muito comum entre os motociclistas.

 

8. Moto também é trabalho

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/26/Automoveis/Imagens/Cortadas/Motociclista 9-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Muitos brasileiros, como o piauiense Onias Almeida e Silva, usam a moto para trabalhar.Infomoto

Para milhões de brasileiros a moto é uma ferramenta de trabalho. Os motoboys são comuns nos grandes centros urbanos, enquanto os mototaxistas são indispensáveis nas cidades do interior.

Outros improvisam e usam a moto de forma inusitada, como o vaqueiro Onias Almeida e Silva, 52 anos. Ele trocou seu cavalo pela moto e a usa para recolher as castanhas de caju e no manuseio do gado em Altos, no Piauí.

 

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br

%d blogueiros gostam disto: